Dicas para novos usuários de aparelhos auditivos 


Faça perguntas

O mundo dos aparelhos auditivos pode ser um pouco complexo inicialmente, com muita informação para absorver e processar. Por isso, é importante que retire todas as suas dúvidas, seja com o seu médico, seja por iniciativa própria, por exemplo, na internet. Não deve sentir vergonha de fazer perguntas, afinal de contas o objetivo de utilizar um aparelho auditivo é dar-lhe mais qualidade vida, por isso é importante que domine este tema e procure as melhores soluções para si.

 

Cuide do seu aparelho auditivo

Como já deve ter percebido, um aparelho auditivo constitui um investimento significativo em termos económicos, portanto deve tentar ao máximo estimá-lo e aumentar o seu tempo de vida. Deve sempre guardar o seu aparelho na caixa adequada e jamais atirá-lo para dentro da carteira sem proteção.

O tempo de vida útil dos aparelhos depende muito de pequenos cuidados de manutenção e uso. Deve sempre limpar o seu aparelho conforme lhe for explicado na consulta de acompanhamento e colocá-lo no desumidificador.

 

Tenha paciência

Começar a usar aparelho auditivo é um processo que requer adaptação, tal como quando começa a usar óculos. Por vezes, poderá sentir algum desconforto inicial. Tenha paciência e compreenda que o seu cérebro vai demorar algum tempo a adaptar-se à sua nova audição. Se for demasiado desconfortável usar o aparelho durante muitas horas, pode e deve retirá-lo, lembrando-se sempre que o objetivo final será usar o aparelho durante todo o dia sem qualquer problema.

 

Envolva a família e amigos no processo

Informe os seus familiares e amigos sobre o que está a passar e fale-lhes sobre as suas necessidades, dificuldades e como podem ajudá-lo. Isolar-se ou esconder o facto de estar a usar um aparelho auditivo é a pior coisa que pode fazer, pois a ajuda de quem o rodeia poderá ser essencial na sua adaptação.

 

Não sinta vergonha

Usar um aparelho auditivo não deve ser motivo de vergonha. Afinal de contas, só procura melhorar a sua qualidade de vida, afetando também aqueles que o rodeiam, melhorando a sua relação com eles. Hoje em dia, os aparelhos também já são cada vez menos visíveis e quase impercetíveis. Pense em tudo o que não viveria em pleno se continuasse a ouvir mal e avalie se não vale a pena.