Dicas para comunicar em situações sociais para quem tem problemas auditivos

 

Se tem algum grau de perda auditiva é provável que já tenha sentido dificuldades de comunicação com outras pessoas em algum ponto da sua vida. Essas dificuldades levam a que muitos pacientes com défice auditivo procurem evitar situações sociais como jantares com amigos e família e se isolem, o que pode levar a problemas ainda mais sérios como a depressão.

As dicas que deixamos neste artigo são direcionadas para o paciente com perda de audição. Este conjunto de pequenas técnicas podem ajudá-lo a sentir-se mais confiante com a sua condição e a evitar constrangimentos que o podem desmotivar.

Em primeiro lugar, lembramos que deve ter em conta que a maioria das pessoas não sabe como comunicar com pacientes com perda auditiva, portanto aquilo que pode ser interpretado como falta de vontade ou ações ofensivas, podem ser um esforço para comunicar consigo, ainda que de forma errada.


 

Informe o seu interlocutor sobre a sua condição

Não deve sentir vergonha de assumir que sofre de algum grau de dificuldade auditiva. Se achar que é conveniente, informe o seu interlocutor sobre o seu problema de audição e explique-lhe que falar pausadamente e num volume audível vai facilitar a conversa.

 

Planeie com antecedência

Se sabe que vai estar numa situação em que provavelmente vai ter dificuldade em ouvir, tente minimizá-la, planeando antecipadamente. Sente-se num local o mais afastado possível de fontes de som (televisões, colunas) e perto do seu interlocutor.

 

Foque a sua atenção na pessoa com quem conversa

Olhe de frente para o seu interlocutor e foque a sua atenção nele. Se estiver num grupo, escolha uma ou duas pessoas para prestar atenção e tente acompanhar. Tenha expectativas realistas, provavelmente não conseguirá participar de igual forma a uma pessoa com audição normal numa conversa com dez pessoas num local muito barulhento. Fale com o seu médico e saiba o que pode esperar em termos de performance.

 

Posicione-se de acordo com as suas capacidades e limitações

Se ouve melhor de um ouvido do que outro, posicione-se de forma a que o som chegue melhor a esse ouvido. Se não sabe de que ouvido ouve melhor, experimente falar ao telefone e ver de que lado o som lhe chega mais claramente.

 

Não finja que percebeu

Se não percebeu o que lhe disseram, peça que repita. Não tente fingir que percebeu. Se a pessoa com quem está a falar souber da sua condição será compreensiva e vai com certeza ajudá-lo a compreender. O cansaço está muito relacionado com a dificuldade de compreensão, se estiver muito cansado e não conseguir concentrar-se deixe as conversas importantes para outra altura.