A Relação entre o uso de telemóvel e Perda Auditiva

 

Os dispositivos eletrónicos fazem parte da nossa vida cotidiana e dificilmente conseguimos imaginar o nosso estilo de vida atual sem um smartphone, por exemplo. Seja para trabalho, divertimento ou para ter acesso às redes sociais, os telemóveis são uma presença constante da nossa vida. Mas será que estes dispositivos podem estar a prejudicar a nossa audição? Alguns estudos recentes parecem demonstrar que sim.

A crescente utilização de smartphones e headphones está a provocar danos à nossa audição que só sentiremos daqui a muitos anos. Não apenas o uso excessivo de fones de ouvidos pode causar perda de audição, mas também o uso de smartphones sem fones de ouvido pode afetar a sua audição. Estudos mostram que não é apenas o volume alto que precisamos de ter em conta, mas também as ondas eletromagnéticas emitidas pelos dispositivos.

Num estudo realizado pelo Departamento de Otorrinolaringologia do Instituto de Pós-Graduação em Educação e Pesquisa Médica em Chandigarh, na Índia, foram comparadas as mudanças no canal auditivo central e no ouvido interno resultantes da exposição às ondas eletromagnéticas dos telemóveis.

Os resultados do estudo demonstraram que os utilizadores de telemóveis tiveram significativamente mais perda auditiva do que os não utilizadores.

Mas as ondas eletromagnéticas são apenas uma pequena parte do problema. O potencial dano à nossa audição é também causado pelo uso excessivo de headphones em volumes demasiado elevados. Um relatório recente da Organização Mundial de Saúde estima que mais de um bilhão de jovens correm o risco de perda auditiva permanente, simplesmente por ouvirem música  muito alta.
 

Os especialistas recomendam manter o telemóvel ou mais longe do ouvido possível, privilegiar o envio de mensagens de texto e utilizar o altifalante do telemóvel para chamadas.