Como ajudar um ente querido que sofre de zumbido?

 

Não é fácil assistir ao sofrimento de um ente querido, especialmente quando este sofre de um problema debilitante como pode ser o zumbido. O sentimento de impotência pode “paralisar” os entes queridos do paciente, que não sabem como ajudar.

É necessário ter muita paciência, cuidado e sentir empatia para com o paciente, mas as respostas não são óbvias, especialmente quando o zumbido é uma doença “invisível” e que apenas o próprio sente.
 

Compaixão

 

O zumbido é uma condição debilitante que afeta significativamente a qualidade de vida de uma pessoa. A ansiedade torna-se um sentimento constante, a concentração é seriamente afetada e o sono é muitas vezes difícil.

Em primeiro lugar, deve mostrar ao paciente que compreende que a sua dor é real. Num mundo de pessoas que não entendem, ser o apoio que percebe que o problema existe é essencial.

Informe-se e aprenda o máximo possível sobre o zumbido para mostrar à pessoa que se interessa e está a par das formas de a ajudar.
 

Aliviar o stress


O stress e a ansiedade são parte constante da vida dos pacientes de zumbido e, infelizmente, também o desencadeiam.

Ajudar a pessoa que sofre de zumbido a relaxar pode ter um enorme impacto no alívio do sintoma.

O relaxamento mental pode ser alcançado através de passatempos relaxantes, exercício físico, técnicas de respiração, aromaterapia, ou qualquer outra atividade que o seu ente querido desfrute.

O relaxamento físico é igualmente importante. O corpo humano tende a acumular o stress em forma de tensão muscular, o que causa dor e para muitos pacientes de tinnitus, aumenta a perceção do zumbido..

Algumas das técnicas de relaxamento que pode promover junto do seu ente querido são massagens, idas à saunas, banhos de hidromassagem e banhos quentes.

 

Barulho de fundo
 

Uma das estratégias mais comuns para lidar com o zumbido é “mascará-lo” com ruído de fundo.

Se alguém de quem gosta está a ter dificuldade em lidar com o zumbido, encoraje-o a utilizar o ruído de fundo para bloquear o seu zumbido.
 

Mais importante que tudo o que foi referido, é a compreensão de que o zumbido é diferente de pessoa para pessoa, e que, como tal, as abordagens eficazes vão variar de paciente para paciente.

Lidar com o zumbido não é fácil, nem para quem sofre do problema, nem para quem o rodeia. No entanto, com a abordagem certa, pode aliviar o seu fardo e ajudar o seu ente querido ao longo do caminho.