Como organizar uma festa em que vai receber um paciente de perda auditiva
 

As festas e eventos sociais podem ser ocasiões difíceis para pacientes com perda auditiva. Os convívios com amigos e familiares tendem a ser momentos cansativos devido ao nível de atenção requerido pela parte de quem tem uma deficiência auditiva para algo tão simples como acompanhar uma conversa.

Muitas vezes, as pessoas com perda auditiva optam por ignorar as festas, acabando por se isolar ainda mais.

 

No entanto, quem organiza pode criar um ambiente propício à diversão do paciente com perda auditiva. Neste artigo, fazemos um levantamento dos cuidados a ter quando organiza uma festa, jantar ou convívio em que um deficiente auditivo vai estar presente.

 

1. Divida o espaço em áreas diferentes

Crie espaços diferentes para dançar, comer ou conversar. Certifique-se que reserva uma zona da sua casa ou da área onde vai decorrer o evento para conversas mais silenciosas.

Se houver música, mantenha o volume baixo nesta área e tenha materiais que absorvam o som - como tapetes e almofadas - na decoração.

 

2. Deixe as luzes ligadas e a música baixa
 

Muitas vezes, os anfitriões desligam as luzes para criar ambiente, mas isto torna a comunicação para deficientes auditivos muito mais difícil, uma vez que muita gente depende da leitura de lábios para perceber a fala.

Opte também por escolher uma banda sonora mais calma e mantenha o volume baixo.

 

3. Tenha atenção à pessoa que se isola
 

Os pacientes de perda auditivo acabam por se isolar muitas vezes em festas. A dificuldade em ouvir e o cansaço associado à concentração necessária para acompanhar conversas faz com que se sintam sozinhos e procurem cantos mais sossegados para descansar.

Se notar que o seu convidado com perda auditiva está sozinho, procure ter uma conversa individual com ele num lugar mais calmo. Evite pressioná-lo para voltar para a confusão.

 

4. Arranje um microfone para discursos
 

Se souber que a sua festa terá brindes e discursos à partida, tente ter microfones ligados a colunas, para que todos consigam ouvir de igual forma.

 

Como vê, com um pouco de planeamento e senso comum, as festas podem ser mais inclusivas para que todos possam desfrutar delas. Experimente estas dicas no seu próximo evento e diga-nos se foram úteis!