A Perda auditiva em todas as gerações

Quando falamos de perda de audição, existem diferenças entre as diferentes gerações e as causas da perda. Por motivos genéticos, exposição prolongada ao ruído e estilo de vida, existem diferenças nos problemas característicos de cada faixa etária.

As razões pelas quais esses tipos de perda auditiva ocorrem, por outro lado, são muitas vezes resultado de eventos mundiais e as influências ambientais que produzem.

 

Avós e Bisavós: 1901-1945

A geração nascida entre 1901 e 1945 logicamente sofre da perda auditiva normal com o avançar da idade. Para além disso, muitos indivíduos estiveram na Guerra (no caso dos Portugueses, na Guerra Colonial) e possuem perda auditiva induzida por ruído. O emprego em fábricas era também muito comum, pelo que muitos indivíduos desta geração estiveram expostos a ruído prolongado durante muitos anos,

  

Baby Boomers: 1946-1964

Baby Boomer é o termo utilizado para referir indivíduos nascidos entre 1946 e 1964. É uma geração cuja juventude foi muito marcada pelo movimento hippie, rock e drogas psicadélicas. Este estilo de vida livre e despreocupado fez com que muitos indivíduos sofressem os efeitos de substâncias ototóxicas, exposição a música muito alta em concertos

 

Milennials e Geração Z

Gerações mais recentes. Caracterizadas pelo uso constante da tecnologia, o que faz com que passem horas infindáveis com phones nos ouvidos, o que prejudica muitíssimo a audição. Saem muito à noite para bares e discotecas e frequentam salas de espetáculos, concertos etc. Provavelmente ainda não sentem os efeitos da perda de audição, mas irão sentir muito em breve.